Sintomas de Aborto Espontâneo: quais indícios podem indicar um aborto
9 de agosto de 2017

Sintomas de Aborto Espontâneo: quais indícios podem indicar um aborto

Quando uma mulher engravida, junto aos sentimentos de felicidade, amor e euforia, surgem o medo, a culpa e, principalmente, diversas dúvidas, pois o corpo passa por mudanças complexas. Dessa maneira, é importante observar os sinais do organismo, porque uma disfunção leve pode indicar que nem tudo está bem.

Os sintomas de aborto espontâneo, por exemplo, podem ser silenciosos. Algumas mulheres passam por isso sem nem mesmo saber que estão grávidas. Entenda quais são os sintomas de aborto espontâneo e como agir neste momento tão delicado.

Principais sintomas de aborto espontâneo

O aborto espontâneo é a gravidez interrompida de forma natural até a 22a semana de gestação (durante a primeira metade da gravidez), cujas causas se diferem.

No caso de uma gravidez não notada, a mulher pode confundir esse momento com o da menstruação, isso porque os principais sintomas são:

  • Sangramento vaginal forte e volumoso (podendo incluir coágulos);
  • Fortes dores abdominais;
  • Contrações uterinas.

Se você desconfia que pode estar grávida mas sofreu um sangramento vaginal (especialmente se este ocorreu até quatro semanas após a data provável da menstruação), o ideal é realizar um teste de gravidez.

Sintomas de aborto ou menstruação?

Outra dica é notar a consistência do sangramento e a intensidade dos sintomas. Perceba as principais diferenças:

Menstruação atrasada:

  • O sangramento costuma ser ligeiramente marrom-avermelhado;
  • O volume da menstruação é absorvido normalmente pelo tampão, absorvente ou coletor menstrual, assim como nas menstruações anteriores;
  • Podem surgir pequenos coágulos;
  • Dores: podem surgir, mas se amenizam após a menstruação.

Aborto espontâneo:

  • Sangramento marrom-rosado;
  • Volume acima do normal, podendo sujar a roupa;
  • Presença de coágulos maiores e liberação de um tecido cinza;
  • Dores intensas (nas costas, no abdômen e nas pernas), seguidas de sangramento abundante;
  • Surgimento de febre (devido à inflamação no útero);
  • Tonturas.

A mulher consciente da gravidez ainda precisa ficar atenta à diminuição dos indícios de gestação, como diminuição dos enjoos e da sensibilidade nas mamas. Tanto a menstruação quanto o aborto espontâneo podem ter variações nos sintomas.

O que fazer diante dos sintomas de aborto espontâneo?

Se você desconfia que aconteceu com você, é necessário procurar um médico para que ele analise as condições do seu útero e verifique se está tudo bem.

Se você acredita que sua menstruação está atrasada, faça um teste de gravidez para que consiga perceber melhor o que está acontecendo.

Quando a mulher acha que já teve mais do que dois abortos espontâneos, é ainda mais importante consultar o ginecologista para que ele identifique a causa, que pode ser, por exemplo, uma endometriose.

Assim, ele poderá indicar o melhor tratamento e acompanhar seu caso, para que as próximas tentativas de gravidez sejam realizadas nas melhores condições possíveis.

O aborto espontâneo possui diversas causas e pode trazer desespero e angústia à mulher, mas é preciso ter calma e procurar um médico de confiança, pois existem diversos tratamentos que possibilitam o sonho de ser mãe!

Deseja mais informações sobre Sangramento na Gravidez? Confira esse artigo especial sobre o assunto!

Dr. Bruno Scheffer

Médico Pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Master em Reprodução Humana Pela Faculdade de Medicina da Universidade de Valência (Espanha). Especialista em Medicina Reprodutiva pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (Espanha). Editor chefe do Tratado de Reprodução Humana Assistida. Membro Editorial do Jornal Brasileiro de Reprodução Assistida. Membro do European Society of Human Reproduction and Embryology
Dr. Bruno Scheffer

COMENTÁRIOS