Menstruação irregular Entenda se altera as possibilidades de engravidar
12 de junho de 2017

Menstruação Irregular: Entenda se altera as possibilidades de engravidar

O ciclo menstrual da mulher diz muito sobre ela: condições da sua saúde, da fertilidade e do seu psicológico, por exemplo. Esses aspectos e muitos outros têm relação com a menstruação. O fato é que, mesmo não sendo bem-vinda em alguns momentos, principalmente quando se deseja engravidar, ela é fundamental para o funcionamento do organismo feminino. Mas, quando a menstruação irregular acontece, ela pode afetar o grande sonho da mulher de ter um filho.

Fizemos este artigo especialmente para explicar para você por que a menstruação irregular afeta nas possibilidades da gravidez. Confira com a gente!

O que é considerada menstruação irregular

A menstruação é a descamação do tecido que envolve a cavidade do útero, que se desprende quando não ocorre a gravidez. Uma menstruação é considerada normal quando:

  • Possui duração de dois a sete dias;
  • Tem intervalo de 21 a 35 dias (nas adolescentes de 12 a 18 anos, é comum ser de até 45 dias);
  • Apresenta volume aproximado de até 80 ml por ciclo (não mais que um absorvente grande por hora ou tampão a cada duas horas).

Pequenas alterações das condições apresentadas acima podem ser consideradas normais em até dois ciclos. Qualquer alteração para mais ou para menos na quantidade e/ou intervalo deve ser investigada quando persistir por mais de dois ciclos consecutivos.

Por que ela pode afetar as chances de engravidar?

O ciclo menstrual reflete a produção dos hormônios sexuais femininos. Estima-se que 15% dos casos de infertilidade estejam relacionados ao desequilíbrio hormonal. Uma irregularidade pode indicar problemas no processo de ovulação.

Dessa maneira, a menstruação irregular pode revelar algum ponto de atenção na produção dos hormônios ou nas condições do ovário e do útero. Aí vem a relação entre o ciclo irregular e as chances de engravidar. Se uma dessas partes fundamentais do corpo da mulher não estiver bem, as chances de engravidar diminuem.

Um exemplo claro disso é a ovulação irregular, a principal causa do ciclo menstrual desregulado. Enquanto a ovulação normal ocorre durante o meio do ciclo (entre o 14º dia e o 16° considerando um período de 28 dias), ela passa a acontecer no 21° dia.

Dessa maneira, o período fértil da mulher também sofre alterações, e a contagem das fases do ciclo menstrual passa a ser diferente. Entenda tudo sobre o assunto neste artigo “Ovulação tardia: por que e como ela acontece”.

É possível calcular o período fértil com menstruação irregular?

Calcular o período fértil com menstruação irregular não é assertivo nem mesmo seguro, principalmente para a mulher tentante. Porém, com algumas dicas você conseguirá saber aproximadamente quando ela pode vir:

  • Durante aproximadamente um ano, registre seu ciclo menstrual (neste artigo “Calcular período fértil: 4 apps para engravidar”, separamos aplicativos práticos e fáceis para você acompanhá-lo e observar seu organismo);
  • Subtraia 18 dias ao ciclo mais curto (ex.: se foi de 22 dias, 22-18=4) e 11 dias ao ciclo mais longo (ex.: se foi de 28 dias, 28-11=17). Sendo assim, seu período fértil ocorrerá entre o 4° e o 17° dia do ciclo.

Menstruação adiantada

Você deve estar se perguntando: e menstruação adiantada, também existe? Sim, da mesma forma que ela pode vir depois do previsto, pode vir antes. Já notou que isso ocorre também quando a mulher está passando por algum estresse ou momento conturbado? Bem, os motivos podem ser vários, mas o principal é a ovulação adiantada, que ocorre antes do 11° dia do ciclo menstrual.

Lembrando que outras causas da menstruação adiantada são:

  • Excesso de peso;
  • Alterações hormonais;
  • Troca do anticoncepcional;
  • Anovulação (ausência de ovulação).

Assim como existe diagnósticos relacionados ao atraso e ao adiantamento da menstruação, existem aqueles relacionados à sua ausência. Você sabe, por exemplo, o que é amenorreia secundária? Confira a seguir

Amenorreia secundária

Trata-se da ausência de menstruação por um período maior do que 3 meses após o último ciclo. Então, nem sempre esse será um sinal de gravidez. Algumas causas possíveis são:

  • Menopausa precoce;
  • Alterações de peso corporal;
  • Pílulas e outros métodos anticoncepcionais, como contraceptivos injetáveis, implantados ou DIU;
  • Amamentação;
  • Uso de alguns medicamentos como antidepressivos, antipsicóticos, quimioterapia ou para pressão arterial;
  • Síndrome do Ovário Policístico;
  • Problemas no útero;
  • Miomas.

Além do atraso menstrual superior a 3 meses, outros sintomas podem estar atrelados no caso amenorreia secundária:

  • Secreção láctea pelo mamilo;
  • Queda de cabelo;
  • Dor de cabeça;
  • Alterações na visão;
  • Excesso de pelos faciais;
  • Dor pélvica;
  • Acne.

Se você deseja saber com mais certeza qual é seu período fértil, você pode recorrer a um teste de ovulação em alguma farmácia. Fique atenta! Se você não deseja engravidar, não confie na “tabelinha”; conte com um método contraceptivo. E se seu sonho é ser mãe, além do teste da farmácia, procure um médico para analisar seu caso e indicar o melhor tratamento.
De qualquer maneira, a menstruação desregulada merece atenção e cuidados especiais pois, como você viu, pode indicar a presença de alguma doença. Portanto, não deixe de ir ao ginecologista frequentemente!

Como engravidar se meu ciclo é irregular?

Os tratamentos disponíveis variam de acordo com as causas do problema. No geral, os especialistas recomendam a ingestão diária de comprimidos para regular o fluxo menstrual, mas a medicação deve levar em conta o tipo de falha hormonal e o objetivo da paciente.

Se você estiver com falta de progesterona, por exemplo, e deseja engravidar, é indicada a pílula progestagênica para estimular a produção apenas desse tipo de hormônio. Já quem não pensa em ter filhos pode optar por uma pílula anticoncepcional comum para regular o ciclo e evitar a gravidez.

Existem medicamentos naturais (constituídos por moléculas idênticas às produzidas pelo organismo feminino) e não naturais (produzidos com moléculas que não existem no corpo) que ajudam a equilibrar qualquer falha na produção de hormônios, dentre outros vários tratamentos para engravidar.

O ideal é que você procure seu médico de confiança para que ele possa analisar seu caso de perto e indicar o tratamento ideal para você.

Deu para perceber como a menstruação diz muito sobre o organismo feminino, não é mesmo? Se a sua menstruação é irregular e você deseja acompanhar mais de perto seu ciclo, leia este artigo com os principais aplicativos de celular para calcular período fértil!

Dr. Bruno Scheffer

Médico Pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Master em Reprodução Humana Pela Faculdade de Medicina da Universidade de Valência (Espanha). Especialista em Medicina Reprodutiva pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (Espanha). Editor chefe do Tratado de Reprodução Humana Assistida. Membro Editorial do Jornal Brasileiro de Reprodução Assistida. Membro do European Society of Human Reproduction and Embryology
Dr. Bruno Scheffer

Últimos posts por Dr. Bruno Scheffer (exibir todos)

COMENTÁRIOS