(31) 4042-0121
Como podemos ajudar?
31 3286-8171

Útero de Substituição

Método também conhecido como “cessão temporária de útero” ou “gestação de substituição”. Popularmente chamado de “barriga de aluguel”, esse termo não é bem visto, já que de acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM) não pode haver nenhum tipo de remuneração.
Início Reprodução Assistida Útero de Substituição

O que é útero de substituição?

Esse procedimento é realizado quando a mulher não pode, por algum motivo, engravidar. Portanto, outra mulher recebe o embrião que é gerado por meio de técnicas de fertilização in vitro (FIV). Após a gestação e o nascimento, o bebê é entregue aos pais. No Brasil, há uma legislação rigorosa para este procedimento, conforme resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM).


Principais indicações

- Pacientes que apresentam patologias graves que contraindicam a gravidez, mas que possuem óvulos fecundáveis;
- Mulheres que não possuem útero ou passaram por procedimentos de histerectomia;
- Pacientes que possuem defeitos congênitos, como a malformação uterina ou alterações que impeçam a gravidez;
- Patologias hereditárias que apresentem alto risco de morte durante a gestação;
- Pacientes que já passaram por tratamentos anteriores, sem sucesso na implantação.

EQUIPE MÉDICA

Dr. Bruno Scheffer, e sua capacitada equipe, tem crescido graças à confiança depositada pelos pacientes. Todos os profissionais do Ibrra estão prontos para te acolher e participar ativamente da realização do seu sonho.

TECNOLOGIA

O Ibrra dispõe de tecnologia de ponta, desde o consultório até o laboratório, a fim de ter maior assertividade em seu tratamento.

ATENDIMENTO

Contamos com um atendimento personalizado, que contribui para maiores taxas de êxito e índice de satisfação de 98%.

QUALIDADE/PREÇO

Transformamos esperança em vida há mais de 13 anos. Possuímos uma política de preços que se preocupa em viabilizar o sonho de aumentar a sua família.

Procedimentos

O procedimento envolve três pessoas: a esposa, o marido e uma segunda mulher. O casal deve doar seus gametas (óvulos e espermatozoides), que serão fecundados via FIV. A partir da fecundação, o embrião é implantado diretamente no útero da terceira mulher, que irá gerar o bebê.

Importante saber:

De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), o útero de substituição deve ser de uma mulher com até quarto grau de parentesco com uma das partes do casal, ou seja, mãe, irmã, prima ou tia. Além disso, todo o processo deve ser feito de forma voluntária, não podendo haver, portanto, nenhum tipo de remuneração.

Imagine como seria nossa família hoje se não tivéssemos tentado!

Não adie seu sonho. Marque uma consulta com o Ibrra.

Contato

(31) 4042-0121
R. Desembargador Jorge Fontana, 408, 10º Andar
CEP 30320-670 - Belvedere
Belo Horizonte - MG - Brasil
Agende uma consulta
Estamos aqui para lhe atender a todo momento. Aproveite e deixe uma mensagem que entraremos em contato.