Indutor de Ovulação: O que é e como ele pode impactar o corpo da mulher
31 de julho de 2017

Indutor de Ovulação: O que é e como ele pode impactar o corpo da mulher

A ovulação irregular é um mal que afeta muitas mulheres, inclusive as portadoras da síndrome dos ovários policísticos. Essa condição gera a dificuldade para engravidar. Mas a notícia boa é que o Indutor de Ovulação é um medicamento eficaz para o tratamento ligado à ovulação. Existem dois tipos, que são indicados para casos diferentes.

Confira com a gente tudo sobre o assunto!

O que é Indutor de Ovulação e para quê serve

É um medicamento prescrito pelo ginecologista ou especialista em reprodução humana para estimular a ovulação. Indicado para mulheres que ovulam irregularmente ou que nem chegam a ovular, incluindo as portadoras da síndrome dos ovários policísticos.

Geralmente é utilizado em casos nos quais a mulher não apresenta alterações anatômicas (possui apenas uma alteração leve da fertilidade associada à ovulação) e o homem possui condições normais de fertilidade. O médico realiza exames e avalia o histórico do casal antes de prescrever o indutor.

Como funciona o tratamento

Existem dois tipos de indutores de ovulação:

  • Medicações utilizadas via oral, como é o caso do citrato de clomifeno. A mulher ingere o medicamento durante três ciclos menstruais, e realiza visitas periódicas para acompanhamento médico.
  • Medicações parenterais (injetáveis), as gonadotrofinas: normalmente, a segunda escolha dos médicos. Comumente prescritas após os primeiros três ciclos com indutores orais (menos invasivos e mais baratos), mas que não alcançaram o resultado esperado.

Dessa maneira, os indutores interferem na ação do estrogênio, hormônio que estimula a produção de FHS e LH, os responsáveis pela liberação de óvulos.

Existem alguns sintomas que podem aparecer após o tratamento, dentre eles:

  • Alterações de humor;
  • Inchaço nas mamas e nos ovários;
  • Dor nos seios e abdômen;
  • Irritabilidade;
  • Falta de disposição.

Benefícios e riscos do tratamento

Altamente acessíveis e minimamente invasivos, os indutores se apresentam como uma ótima alternativa para as mulheres que desejam realizar o sonho de ser mãe. Trata-se de um tratamento simples e com ótimos resultados.

Lembrando que ele é contraindicado para alguns casos, sendo os principais:

  • Trompas obstruídas: o problema não está na ovulação, mas no encontro entre o óvulo e o espermatozoide;
  • Quando não foi avaliada a fertilidade do parceiro: antes de realizar qualquer tipo de tratamento para a fertilidade, é necessário ter certeza da origem da dificuldade de engravidar, que pode ser advinda de um fator masculino ou feminino.

Existem, também, alguns riscos ao utilizar o Indutor de Ovulação, como:

  • Hiperestimulação dos ovários (excesso de produção e estimulação de óvulos em um único ovário ou mesmo nos dois ovários);
  • Gravidez múltipla (quando a dosagem não foi aplicada da maneira correta);
  • Aumento do ovário, que pode ocasionar uma torção deles (enfermidade grave, de resolução cirúrgica, que pode levar à perda dos ovários).

O sonho de ter um bebê pode ser realizado pelos indutores de ovulação, mas é de extrema necessidade consultar seu médico para avaliar as causas da infertilidade, o melhor tratamento e a dosagem ideal. Existem grandes riscos na má administração desses medicamentos. Fique atenta!

Quer saber mais sobre Indutor de Ovulação e outros tratamentos? Leia este artigo sobre dicas sobre como engravidar!

Dr. Bruno Scheffer

Médico Pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Master em Reprodução Humana Pela Faculdade de Medicina da Universidade de Valência (Espanha). Especialista em Medicina Reprodutiva pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (Espanha). Editor chefe do Tratado de Reprodução Humana Assistida. Membro Editorial do Jornal Brasileiro de Reprodução Assistida. Membro do European Society of Human Reproduction and Embryology
Dr. Bruno Scheffer

COMENTÁRIOS