DISFUNÇÃO SEXUAL E SUA RELAÇÃO COM A INFERTILIDADE MASCULINA
19 de outubro de 2017

Disfunção sexual e sua relação com a infertilidade Masculina

Às vezes não damos importância aos sinais do corpo. Achamos que vai passar com o tempo ou não há motivos para se preocupar. Isso acontece com muitos homens que apresentam alguma disfunção sexual mas adiam a ida ao médico.

Falha na ejaculação, dificuldade de ereção e ejaculação retrógada são apenas alguns dos indícios de que o corpo não está em pleno funcionamento. A displicência em relação a isso pode causar danos irreversíveis, enquanto o diagnóstico precoce permite encontrar o melhor tratamento e evitar problemas futuros como a infertilidade.

Entenda quais são as principais disfunções sexuais e a relação com a infertilidade masculina.

Relação entre disfunção sexual e fertilidade

Disfunção sexual não quer dizer impotência. Existem homens inférteis que possuem vida sexual ativa e satisfatória e, por outro lado, existem aqueles que apresentam distúrbios, mas ainda assim conseguem ter filhos.

Os dois fatores se relacionam quando a disfunção sexual impede que os espermatozoides sejam depositados no interior da vagina e, dessa maneira, não é possível conceber a gravidez.

Principais disfunções sexuais

Os problemas frequentemente apresentados pelos homens nos consultórios médicos são:

  • Disfunção erétil: associada à diminuição da libido e a problemas vasculares ou neurológicos. Depois dos 40 anos mais de 50% dos homens começam a sofrer disfunções eréteis; entre obesos a taxa pode chegar a 60%;
  • Falha na ejaculação: utilização de antidepressivos ou psicofármacos e lesão na medula espinhal podem ser causadores;
  • Ejaculação retrógrada: durante a ejaculação, os espermatozoides do sêmen tomam outro caminho em direção à bexiga. O sistema nervoso autônomo, uma intervenção da próstata ou medicamentos podem ser a causa.

Para cada um desses casos, existe um tratamento ideal. Quanto mais cedo o diagnóstico for feito, maiores serão as chances de sucesso e a prevenção de problemas maiores, como a infertilidade.

Além dos fatores orgânicos descritos acima, problemas psicológicos como ansiedade, depressão e estresse são determinantes para desencadeamento dessas disfunções.

A infertilidade masculina

A infertilidade do casal é caracterizada quando após um ano de tentativas frequentes sem uso de métodos anticonceptivos não há gravidez. O homem e a mulher devem ser incluídos na avaliação para que o diagnóstico seja assertivo.

A infertilidade masculina normalmente acontece sem que existam sintomas relacionados com a disfunção sexual. A idade e o peso contribuem para aumentar o risco de impotência. As causas mais frequentes de infertilidade masculina estão associadas à mobilidade e qualidade dos espermatozoides ou à varicocele, que é um tipo de varizes na bolsa escrotal.

Assim como a disfunção sexual, a infertilidade masculina possui tratamento. Os casos onde há dificuldade de ejaculação durante o coito em homens saudáveis, normalmente é possível produzir sêmen mediante masturbação para um eventual tratamento de reprodução humana tal como inseminação artificial ou fertilização in vitro.

Procure um médico de confiança para que possa analisar seu caso. Não permita que tabus relacionados a esses problemas ou mesmo o constrangimento impeça você de se cuidar. Atente-se aos sinais do seu corpo e mantenha-se sempre informado.

Confira aqui artigo completo sobre quais são os exames mais indicados para identificar a infertilidade masculina. Aproveite!

Dr. Bruno Scheffer

Médico Pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Master em Reprodução Humana Pela Faculdade de Medicina da Universidade de Valência (Espanha). Especialista em Medicina Reprodutiva pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (Espanha). Editor chefe do Tratado de Reprodução Humana Assistida. Membro Editorial do Jornal Brasileiro de Reprodução Assistida. Membro do European Society of Human Reproduction and Embryology
Dr. Bruno Scheffer

Últimos posts por Dr. Bruno Scheffer (exibir todos)

COMENTÁRIOS