1 de novembro de 2017

ÁLBUM IBRRA – Nunca Desistir – Luciana e Guilherme

– Eu sempre falei antes de casar que eu ia voltar grávida da lua de mel, porque eu sempre gostei muito de criança. Diferentemente do que eu falava, a gente não tentou engravidar assim que casou. Começamos dois anos depois, e a gente começou a ter algumas dificuldades, então a gente viu que a gente não conseguia engravidar. Quando foi final de 2009/2010, a gente mudou pra São Paulo e lá a gente começou então a fazer tratamento porque a gente percebeu que tinha alguma coisa errada. Fizemos um tratamento em São Paulo, uma FIV já, mas a gente era muito pouco informado, a gente não conhecia muito a respeito, não conhecíamos casais que já tinham feito e essa FIV deu errado, apesar de terem falado conosco que a gente tinha uma chance de sucesso muito grande por sermos um casal jovem e não apresentarmos nenhuma dificuldade identificada, mas enfim, não deu certo. Em seguida, a gente descobriu que eu tinha endometriose, então eu voltei pra BH, fiz uma cirurgia e tive uma recomendação também de uma pessoa que engravidou com o Dr. Bruno aqui no Ibrra. Fizemos três tratamentos com o Dr. Bruno e foi um período muito sofrido da nossa vida, foram 6 anos de luta e eu falo que só quem passa isso, casal mesmo, é que sabe o que que significa essa batalha pra um casal.

– A gente vinha de um período muito complicado, tumultuado, tentando engravidar, a gente tinha aquela angústia de estar ficando velho e não tá conseguindo forma a família da maneira que a gente queria e graças a Deus o Dr Bruno nos acolheu muito bem na nossa terceira tentativa, a gente foi agraciado.

– A gente até brinca porque no dia do meu resultado eu liguei aqui no Ibrra cedinho, eu já tinha feito o exame, o Beta, mas não tinha tido o resultado. E eu liguei já querendo marcar um próxima consulta pra eu já fazer transferência de embriões porque eu tinha certeza que não tava grávida e eu recebi poucas horas depois a notícia, eu vi que eu tava grávida realmente e, como muitas pessoas falam realmente, foi um dos dias mais felizes da minha vida e da vida do Gui também.

– A gente tem um carinho muito grande com o Ibrra e com a equipe do Dr. Bruno que nos proporcionou a maior alegria que a gente já teve na vida, né.

– Quando a gente veio desde a primeira vez, o Dr. Bruno começou a me chamar de Olívia Palito. E uma forma de brincadeira, mas carinhosa e a gente falou que se a gente tivesse uma menina ela se chamaria Olívia porque gostávamos do nome e por também uma maneira de homenageá-lo e ter o Dr. Bruno e a clínica sempre presentes com a gente nessa lembrança. No dia que descobrimos o sexo a gente já sabia que Olívia tava chegando e se eu puder dar um conselho pros casais que tão vivendo também esse momento de fragilidade e de busca, realmente, pra essa família, o meu conselho é: não desistam, não desistam, não desistam. Olhem e acreditem no sonho de vocês. Apoiem-se em família na fé de vocês e acreditem, porque a gente esteve prestes a desistir várias vezes. É um período muito complicado do casal, mas na hora que vem o positivo e acreditem, uma hora vem. Confiem.

Dr. Bruno Scheffer

Dr. Bruno Scheffer

Médico Pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Master em Reprodução Humana Pela Faculdade de Medicina da Universidade de Valência (Espanha). Especialista em Medicina Reprodutiva pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (Espanha). Editor chefe do Tratado de Reprodução Humana Assistida. Membro Editorial do Jornal Brasileiro de Reprodução Assistida. Membro do European Society of Human Reproduction and Embryology
Dr. Bruno Scheffer

COMENTÁRIOS