Gravidez após laqueadura é possível?
4 de janeiro de 2018

Gravidez após laqueadura: é possível?

Você fez fez uma escolha em determinado momento da sua vida, mas se arrependeu: quem nunca passou por isso? A vida é uma caixa de surpresa. Se um dia você está segura sobre a decisão de não ter filhos, optando por procedimentos como laqueadura, pode ser que, futuramente, se arrependa e queira uma gravidez.

A laqueadura ou ligadura de trompas é um procedimento cirúrgico que consiste em cortar e ligar as trompas de Falópio para prevenir o encontro do óvulo com o espermatozoide, evitando, assim, a gravidez. Feito isso, é possível desfazer? Sim! Vamos explicar como pode ocorrer a gravidez após laqueadura.

Cirurgia de reversão da laqueadura: sempre é possível?

A reversão é possível, mas dependerá de como a cirurgia foi realizada (o final das trompas deve ter sido preservado) e das condições da tuba uterina, pois ela deve estar saudável e sem alterações.

Outro fator considerado pelo médico é a idade da mulher, pois a qualidade dos óvulos diminui consideravelmente a partir dos 35 anos, influenciando nas taxas de sucesso do procedimento. Mulheres na menopausa não liberam mais óvulos, por isso não há sentido em fazer a reversão depois desse período.

Como a cirurgia é realizada

A cirurgia de reversão da laqueadura é realizada por laparoscopia. Você sabe o que é isso?

Trata-se de um procedimento em que é realizada uma pequena incisão na região a ser examinada ou tratada, por onde se introduz o laparoscópio (um fino tubo de fibras óticas, através do qual pode-se visualizar os órgãos internos e fazer intervenções diagnósticas ou terapêuticas).

O procedimento é delicado, pois as tubas são milimétricas. É retirada a cicatriz das tubas onde foi realizada a laqueadura para que a junção dos dois lados tenha uma boa irrigação sanguínea.

Antes de realizar a sutura, ou seja, dar os pontos unindo os dois lados, é injetada uma solução de soro e um corante azul através do útero para testar se a tuba uterina está normal. Após o teste positivo, é realizada uma microsutura para aproximar as bordas das tubas.

A fertilidade só será considerada recuperada após 30 dias da operação. Normalmente as pacientes conseguem gerar um bebê depois de 6 a 12 meses.

Mas, nem sempre a cirurgia será indicada. Para casos em que a mulher possui mais de 35 anos, que tenha passado por muitas cesáreas ou quando o casal aparenta ter outros problemas de fertilidade, outros tratamentos de reprodução humana podem ser a melhor opção.

Gravidez após laqueadura a partir da FIV

A fertilização in vitro consiste na fecundação do óvulo realizada em laboratório. Esse procedimento exclui, portanto, a necessidade de cirurgia de reversão da laqueadura, uma vez que o óvulo e os espermatozoides se encontrarão de maneira induzida.

A FIV pode apresentar melhores chances de sucesso e evitar os riscos que envolvem a cirurgia, mas apenas um médico especializado em reprodução humana poderá indicar esse procedimento a partir de um diagnóstico.

Serão considerados o histórico da mulher e do seu parceiro, sua idade, condições fisiológicas e exames também poderão ser solicitados.

Se você deseja mais informações sobre o assunto, confira este vídeo em que o Dr. Bruno Scheffer, Diretor Geral do Ibrra, explica como a mulher com laqueadura pode engravidar.

Dr. Bruno Scheffer

Dr. Bruno Scheffer

Médico Pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Master em Reprodução Humana Pela Faculdade de Medicina da Universidade de Valência (Espanha). Especialista em Medicina Reprodutiva pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (Espanha). Editor chefe do Tratado de Reprodução Humana Assistida. Membro Editorial do Jornal Brasileiro de Reprodução Assistida. Membro do European Society of Human Reproduction and Embryology
Dr. Bruno Scheffer

COMENTÁRIOS