Minha FIV não deu certo, e agora?
16 de abril de 2018

E-book: Minha FIV não deu certo, e agora?

A expectativa para os resultados da primeira FIV é sempre a melhor. Desde o diálogo com a equipe médica até a fase final do tratamento, o que se espera é que tudo ocorra bem e indique a gravidez. Porém, o resultado inesperado chega: sua FIV não deu certo.

O resultado negativo, além de fazer com que você desanime, gera muitas dúvidas que você deseja que sejam sanadas imediatamente. O que pode ter causado o negativo? Por que aconteceu comigo? O que devo fazer a partir de agora? Ainda vou conseguir engravidar?

Saiba que é comum que essas dúvidas surjam após o beta negativo. Mas o importante é que, neste momento, você não desista e entenda quais os primeiros passos a partir do resultado.

Entendendo o beta negativo

Você sabia que as causas para um resultado negativo são variadas e podem ocorrer de forma específica de casal para casal? Isso significa que se você teve um beta negativo, as condições podem não ter sido as mesmas que afetaram um outro casal.

Por isso, a partir do primeiro negativo, é importante que você evite comparações com outros casais tentantes. As características hormonais e fisiológicas são diferentes e, portanto, os corpos de cada paciente podem reagir de maneiras diferentes ao tratamento.

Para você ter uma ideia, pode ser que, entre outras causas, os medicamentos de estímulo ovariano não tenham o efeito esperado ou, até, que a fecundação não tenha ocorrido de modo satisfatório em virtude da qualidade do óvulo.

Avaliando as próximas etapas

Primeiro, é importante lembrar que a Fertilização in Vitro é a técnica mais avançada para tratamento de infertilidade. Como já comprovado, suas chances de sucesso chegam a 60%, mais que o dobro de uma gravidez normal (25%).

Assim, é a forma mais eficaz para garantir que casais que possuem algum diagnóstico de infertilidade realizem o sonho da maternidade.

Por isso, se sua FIV não deu certo, não significa que você não poderá engravidar. Mas sim que poderá ser necessário modificar a estratégia de estímulo hormonal ou o procedimento de fecundação e desenvolvimento do óvulo. Tudo vai depender da identificação da causa da falha na primeira tentativa.

E, para que o real motivo seja alcançado, é importante que uma reavaliação seja feita pela equipe médica. Com ela, será possível identificar o problema e, a partir disso, buscar a ação mais assertiva para a segunda etapa.

Buscando a FIV positiva

Como citamos acima, o resultado positivo não deve ser sinônimo de desmotivação ou desistência. Na verdade, você deve defini-lo como mais uma oportunidade, já que não há limite de tentativas e a primeira pode ser utilizada como ferramenta para aperfeiçoamento da próxima.

Se você quer obter informações mais detalhadas sobre sua FIV não ter dado certo, saber por onde recomeçar o tratamento e como aumentar as chances de sucesso da segunda tentativa, nós preparamos um e-book completo sobre o assunto.

Nele, você vai conhecer os problemas que mais prejudicam o sucesso da FIV, entender os primeiros passos para a retomada do tratamento e até avaliar se vale a pena, ou não, trocar de clínica para melhorar a chance de sucesso.

Leia agora o nosso e-book, afinal, quando o assunto é gerar uma nova vida, estar bem informado (a) é crucial.

Download ebook minha fiv não deu certo

Dr. Bruno Scheffer

Dr. Bruno Scheffer

Médico Pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Master em Reprodução Humana Pela Faculdade de Medicina da Universidade de Valência (Espanha). Especialista em Medicina Reprodutiva pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (Espanha). Editor chefe do Tratado de Reprodução Humana Assistida. Membro Editorial do Jornal Brasileiro de Reprodução Assistida. Membro do European Society of Human Reproduction and Embryology
Dr. Bruno Scheffer

COMENTÁRIOS