Ácido fólico
31 de maio de 2018

Ácido fólico ajuda a engravidar? Entenda a relação

Quando conversamos com grávidas sobre os cuidados a serem tomados na gestação, uma das coisas mais citadas por elas é o uso do ácido fólico. O mesmo ocorre quando conversamos com mulheres que decidiram ter um filho e suspender, então, os métodos contraceptivos.

Afinal, o que é o ácido fólico e por que ele é importante para a gravidez? Vamos desvendar para você logo a seguir.

O que é ácido fólico, afinal?

O folato (ou ácido fólico na forma sintética: vitamina B9) — é um nutriente essencial para a formação de proteínas estruturais e hemoglobina. Encontrado em verduras de folha verde, legumes, frutos secos e grãos integrais, citamos alguns alimentos ricos em ácido fólico:

  • Brócolis;
  • Espinafre;
  • Beterraba;
  • Feijão;
  • Lentilhas;
  • Grão-de-bico;
  • Carnes vermelhas;
  • Quiabo.

Ácido fólico ajuda a engravidar?

Esse é um mito muito disseminado, que gera confusão nas mulheres. A verdade é que o ácido fólico não ajuda a engravidar, mas, em casos de gravidez planejada, os médicos costumam recomendar o uso durante o período de tentativas da gravidez até os três meses da gestação, porque diminui ainda mais as chances de malformação do bebê.

Lembrando que a pílula anticoncepcional atrapalha a absorção do ácido fólico. Normalmente, o médico pede para a mulher que deseja engravidar suspender o uso do medicamento durante três meses, iniciando a ingestão da vitamina. Agora você descobrirá as principais funções do ácido fólico na gestação.

Para que serve o ácido fólico?

Como você viu, essa vitamina é essencial para a formação de proteínas estruturais e hemoglobina. Portanto, seu uso diminui o risco de lesões no tubo neural do bebê, prevenindo doenças como anencefalia e doenças cardíacas. Além disso, auxilia na formação da placenta e no DNA do neném. O ácido fólico ainda evita a pré-eclâmpsia durante a gravidez.

Quais são as doses recomendadas?

Você nunca deve se automedicar. As doses recomendadas variam conforme histórico médico de cada mulher. A dosagem recomendada pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia é de 400 mg diários. Porém, a dosagem pode ser maior em casos específicos como obesidade ou histórico de doença no sistema nervoso.

Atenção! O consumo demasiado de ácido fólico pode ter efeito inverso, causando malformações no bebê e, até mesmo, autismo! Quando a suplementação da vitamina passa dos 600 mcg por dia, passa a ser excessiva e prejudicial ao bebê.

Algumas mulheres acreditam que o nível de ácido fólico no organismo pode ser suprido por meio de alimentos ricos nessa vitamina. Porém, a quantidade de vitamina fornecida por essas fontes é insuficiente para proteger a gravidez e o bebê. Além de tudo, o processo de cozimento, por exemplo, afeta o teor da vitamina nos alimentos. Portanto, siga rigorosamente as orientações do seu médico.

Como você deve ter visto, o uso do ácido fólico não é um tratamento para infertilidade, nem mesmo ajuda a mulher a engravidar. Ele é indispensável para a formação do bebê e para e a saúde da mamãe. Se você quer realizar o sonho de ser mãe e deseja saber por onde começar, fizemos este post para você: “Quero engravidar: tudo que você precisa para aumentar a família”.

 
Está tendo dificuldade para engravidar e gostaria de saber tudo sobre a Fertilização in vitro?

SAIBA MAIS SOBRE A FIV

Baixe o ebook gratuito “FIV: Tudo o que você precisa saber sobre o tratamento“.
É só preencher o formulário a seguir para receber o material por email.

Dr. Bruno Scheffer

Dr. Bruno Scheffer

Médico Pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Master em Reprodução Humana Pela Faculdade de Medicina da Universidade de Valência (Espanha). Especialista em Medicina Reprodutiva pelo Instituto Valenciano de Infertilidade (Espanha). Editor chefe do Tratado de Reprodução Humana Assistida. Membro Editorial do Jornal Brasileiro de Reprodução Assistida. Membro do European Society of Human Reproduction and Embryology
Dr. Bruno Scheffer

Últimos posts por Dr. Bruno Scheffer (exibir todos)

COMENTÁRIOS